Ramacheng – 2ª CHAVE – Vontade, Intenção

A Mensagem Eterna dos Mestres

 

Dissemos que a Intenção era o segundo princípio que vos exporíamos. A Palavra que devemos usar é ‘’vontade’’.

Tendes a primeira chave e sabeis estar atento, sabeis vigiar.

Só vigiar não basta. Deveis ter a intenção de vigiar.

Quando dizemos vontade, pensamos imediatamente em desejos, ambições, esforço para obter alguma coisa, razões e raciocínios para agir.
Porém, não será disso que vos falarei.

Vós estais procurando abrir as portas do secreto, do oculto, do além, da mística e já compreendestes que esse conhecimento está dentro de vós.

Por que não o atingistes ainda?

Eis que vos faço presente de uma das chaves que vos faltou – a Intenção.

Esta intenção, esta vontade de abrir as portas do secreto, também não exige esforço. É uma intenção passiva e que se traduz pela exclusão. Se quereis, se tendes a intenção de compreender o oculto, deveis excluir tudo o mais.

Deveis libertar vossa atenção de todos os conflitos, para que fique somente a intenção, o abandono ao Absoluto.

Achais difícil? Não o será, se, com um pouco de paciência, prosseguis comigo e recebeis as demais chaves.

Cada uma isolada leva a becos sem saída.

Vede à frente que a intenção é global. Vós quereis abrir todas as chaves. Essa a verdadeira intenção.

Cada chave vai adquirir nova profundidade quando conhecerdes a seguinte, após ter esclarecido ou confirmado a anterior.

Nenhuma é menos importante que as demais.

Todas funcionam sem esforço e todas são do vosso interior. Só vós as podeis usar.

Até este ponto, já sabeis que o começo da descoberta do oculto que está dentro de vós, começa com a Vigilância, mas trata-se de uma Vigilância com a Intenção global de alcançar a verdade que se esconde dentro de vós.

É uma Intenção especialíssima, portanto.

Religar.org

Profundo estudioso da VERDADE por trás da existência. Desde as interpretações dos ensinamentos orientais, até a crença sem sentido e limitante das religiões ocidentais, encontrei a totalidade e a plenitude satisfatória da coerência nas CARTAS DE CRISTO. Porém, antes delas, temos esse aqui exposto, revelado por Ramacheng.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.