Ramacheng – 5ª CHAVE – Intuição

A Mensagem Eterna dos Mestres

 

Quando vossos véus forem caindo, quando vosso autoconhecimento for caminhando decididamente, no rumo certo, vosso ‘’Eu’’, mais livre dos terríveis pesos dos egoísmos e dos condicionamentos, dos hábitos e dos preconceitos, vos acontecerá um fenómeno ainda estranho ao ocidental e que alguns já vislumbram, que é o conhecimento direto das coisas.

Abstratamente dizeis que conhecer é identificar-se com o objeto do conhecimento.

Como podeis alcançar essa identificação se estais envoltos em brumas? Com o autoconhecimento saireis das brumas e talvez vos assuste a luz.

Por isso vos dou mais esta chave como precaução.

Pois começareis a ver as coisas todas do vosso mundo em vertigens de atingimento direto. Pensareis ter atingido poderes secretos e vos lançareis ao seu uso.

Não vos iludais como tantos que palmilharam esse caminho. Caireis como eles no vazio do vosso próprio egoísmo. Acreditareis que eram demónios ou espíritos que iludiram e depois vos abandonaram?

Previno-vos que o fenómeno é natural – quem tinha dez véus sobre os olhos e tirou nove, vê melhor do que os que continuam com seis ou quatro.

No ocidente estudam este facto com nomes como telepatia, telecinese, premonição, vidência, profecia, em ciência com o nome de Parapsicologia. Falam em ‘’dom’’, ‘’poderes’’, etc.. Facilmente a literatura vende ‘ ’terceira visão’’, falsos profetas e mais frustrações.

Vós compreendereis que qualquer um pode chegar lá. Qualquer um que se desprenda dos véus atingirá em sucessivos graus e por tempos cada vez superiores o conhecimento direto ou intuição. E sempre será obtido esse estado sem esforço.

Basta deixar que ele ocorra sem procurá-lo. Irá sua mente ao além, ao futuro, ao passado, ao oculto, ao distante, às outras mentes, às coisas. É o começo do verdadeiro Conhecimento.

Na medida em que souberdes usar as chaves que já tendes, assim chegareis ao conhecimento direto. No autoconhecimento vos libertais de tudo que vos oprime.

Podeis assim usar a intuição. Porém, o fenómeno intuitivo chega bem antes de concluir a libertação e anulação do ‘’Eu’’. Esta chave deve ser bem usada, para concluir o autoconhecimento pela identificação com as demais coisas, inclusos nelas todos vossos semelhantes.

Esta é a chave de ouro para aferir o vosso grau de libertação e permitir o uso da sexta chave. Só quando todos os véus caírem é que vereis as coisas com perfeição.

Se vossa intuição avança e depois cai, perguntai a vós mesmos a causa. Tudo que vos sucede tem como causa algo dentro de vós mesmos: criastes ou recriastes mais um véu?

É evidente que vos há de perturbar.

Religar.org

Profundo estudioso da VERDADE por trás da existência. Desde as interpretações dos ensinamentos orientais, até a crença sem sentido e limitante das religiões ocidentais, encontrei a totalidade e a plenitude satisfatória da coerência nas CARTAS DE CRISTO. Porém, antes delas, temos esse aqui exposto, revelado por Ramacheng.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.