Ramacheng – 7ª chave – A Transmutação

A Mensagem Eterna dos Mestres

 

Eis-nos finalmente frente a frente com a última chave do Além.
Esta é a chave sem retorno.
Os iluminados se libertam.

Podem alcançá-la em vida, como Buda.

Porém, o normal de nosso mundo é alcançá-la com a morte quem já tenha chegado ao Amor Universal.

Direi que esta chave se chama ‘’Verdade’’.

Vede bem – Verdade com letra maiúscula não uma verdade qualquer, minha verdade, tua verdade. É única e infinita. É absoluta. Faz parte da Integração Universal, embora a ultrapasse. Quem atingiu a Integração está pronto para ela.

O segredo é novamente ‘’Sem Esforço’’. Porém, para ela funcionar são necessárias as seis anteriores usadas com perfeição: há de estar presente a vigilância completa, a intenção da transmutação, o amor até aos inimigos, o autoconhecimento até a anulação do ‘’Eu’’. (Vede bem – até o desejo do céu terá que ser anulado), a intuição como forma de Integração e a Integração Universal sem restrições.

Aí se dará a Transmutação da pessoa em um ser iluminado e portanto liberto.

Pouco importa daí por diante a vida ou a morte, o conhecimento, o mundo ou o corpo. Vós já tereis atingido a Verdade.

Repito mais uma vez: cada chave será usada sem esforço. Porém, somente vós as podeis usar. Nenhum mestre as abrirá por vós. Nenhum livro contém a Verdade enquanto vós não a experimentardes.

Este é um livro e portanto sem qualquer sentido enquanto vós apenas o estais lendo ou lhe repetis os dizeres.

De nada vos adiantará repetir mil vezes o que aqui fica dito. Sempre será uma verdade qualquer.

Nenhum sentido possuirão as palavras que eu vos disse, se não experimentardes por vós mesmos o seu significado.

Só atingireis a Revolução Interior por vossa vontade. Ninguém a atingirá por vós. E não necessitais prossegui-la. Tereis que querê-la e deixar que ela vos atinja. O segredo é sempre: ‘’Sem Esforço’’.

Isto quer dizer que a Transmutação está dentro de vós e vós só tendes que permitir que ela ocorra, abrindo sucessivamente as portas do Além.

As chaves estão em vossas mãos e vossas mãos vacilam.

Achareis mais fácil continuar nos conflitos?

Pensareis que basta imaginar a transmutação?

Pensais que basta a intenção?

Pensais que podeis escolher a chave que desejais e jogareis fora as demais?

Reconheceis que estas são as chaves, porém esperais que os outros as usem antes?

Achais nebulosa e distante a Verdade ou Transmutação?

Em conclusão, lembro-vos: a Verdade é o prémio ao Amor Universal; só quem lá chegar pode gozá-la e saber como é.

O êxtase da sexta chave é tão pequeno em relação à Transmutação, quanto é pequena a duração da nossa vida em relação ao Infinito.

Quando o sábio chega lá, dirá: Eu sou a Verdade. E ele é de facto a Verdade

Religar.org

Profundo estudioso da VERDADE por trás da existência. Desde as interpretações dos ensinamentos orientais, até a crença sem sentido e limitante das religiões ocidentais, encontrei a totalidade e a plenitude satisfatória da coerência nas CARTAS DE CRISTO. Porém, antes delas, temos esse aqui exposto, revelado por Ramacheng.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.